Nacional

Covid-19: vacinados perto de 10 milhões de moçambicanos

2022-01-14 06:52:57 (UTC+00:00)

O Ministério da Saúde (MISAU) afirma ter vacinado em Moçambique, desde o início da campanha de vacinação a 08 de Março de 2021, um total de 9.997.645 pessoas contra o novo coronavírus, que causa a doença respiratória COVID-19.

Um comunicado de imprensa do MISAU na posse da FOLHA DE MAPUTO refere que do total 7.926.268 estão completamente vacinadas contra a COVID-19.

Actualmente, o protocolo vigente no país permite que sejam vacinados cidadãos maiores de 18 anos de idade.

No entanto, o MISAU notificou nas últimas 24 horas no país, quatro óbitos vítimas da COVID-19, o que eleva para 2.109 mortes desde o anúncio do primeiro infectado no país, em Março de 2020.

Dos quatro óbitos, três são mulheres e um homem, e as suas idades variam entre oito e 76 anos.

A nota afirma que dois óbitos ocorreram quarta-feira (12) e os outros dois na terça-feira (11).

Segundo a nota, um óbito registou-se na cidade de Maputo, e as províncias meridionais de Maputo e Inhambane notificaram cada, um óbito e a central de Sofala também uma morte.

No mesmo período, registou um total de 23 novos internamentos, oito dos quais na cidade de Maputo.

Actualmente, encontram-se hospitalizados nos Centros de Internamento de COVID-19 e em outras unidades hospitalares do país, um total de 204 contagiados. 97 destes, o equivalente a 47,54 por cento do total dos internados de todo o país, encontram-se na cidade de Maputo.

Entretanto, nas últimas 24 horas, o MISAU registou mais 1.752 novas infecções, consequência de um total de 6.036 amostras suspeitas testadas em todo país.

A taxa de positividade no período em análise foi de 29,03 por cento, tendo a taxa de positividade acumulada se situado em 18,48 por cento.

A distribuição geográfica dos novos contagiados aponta que a cidade de Maputo tem 346 casos, o que representa 19,74 por cento do total de casos de todo o país, e uma taxa de positividade de 22,96 por cento.

As províncias, central da Zambézia, com 221 casos (12,61 por cento do total e taxa de positividade de 36,41 por cento); e Inhambane, com 212 (12,10 por cento do total e taxa de positividade de 71,38 por cento), foram também as regiões que maior número de infectados reportados nas últimas 24 horas.

Dos 1.752 novos casos, 1.724 são moçambicanos e 28 estrangeiros. 933 são mulheres (53,25 por cento) e 797 homens (45,49 por cento).

O cumulativo de casos positivos no país é de 216.559, sendo 216.190 de transmissão local e 369 importados.