Nacional

Decisão de Ferrão na UP provoca revolta em Chimoio

2016-12-19 14:16:19 (UTC+00:00)

A decisão do Reitor da Universidade Pedagógica (UP), Jorge Ferrão, de abolir ingressos directos a aquela instituição sem que os candidatos tenham passado pelo exame de admissão, provoca revolta na cidade de Chimoio.

CHIMOIO - Trata-se de cerca de mil estudantes do Instituto Superior Politécnico Njerenje, localizado na cidade de Chimoio, província de Manica, que viram os seus estudos interrompidos por uma decisão do Conselho de Ministros, uma vez que a instituição de Manica não reunia requisitos para continuar a funcionar e que uma das soluções encontradas foi de, os mesmos serem inscritos na Universidade Pedagógica, sem passar por algum exame de admissão.

Esta segunda-feira, quando os ex estudantes Instituto Superior Politécnico Njerenje foram a UP, delegação de Manica, depararam-se com esta decisão do novo homem forte da Universidade Pedagógica.

À reportagem da FOLHA DE MAPUTO, alguns estudantes consideram uma medida injusta, uma vez que este “empurra, empurra” termina por estes não estudarem.

A decisão de Jorge Ferrão através do despacho, número 49/GR/020.1/UP/2016, é clara: as cláusulas de instrumentos de cooperação assinados entre esta universidade e os seus parceiros que conferiam o ingresso directo aos cursos de graduação, justificando que as medidas feriam o princípio constitucional de igualdade no acesso ao ensino superior.

Os estudantes atingidos por esta medida marcharam hoje da UP-Manica para a direcção provincial da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-profissional exigindo a reposição dos seus direitos, ou seja, da promessa.[CCB/CHIMOIO]
Foto: Chicotimba