Gás do Rovuma negociado em Singapura

2016-03-18 07:21:57 (UTC+00:00)

O consórcio Mozambique LNG está a negociar com empresas indianas o fornecimento de gás natural liquidificado a ser extraído e processado em Moçambique.

De acordo com Steve W Hoyle, vice-presidente do grupo norte-americano Anadarko Petroleum para o gás natural e transporte marítimo, que se dirigia aos cerca de 200 participantes na conferência “LNG Supplies for the Asian Markets 2016”, realizada de 14 a 17 de Março em Singapura, recordou que dois dos participantes no consórcio, Oil and Natural Gas Corp, Bharat Petroleum e ONGC Overseas Ltd, controlam conjuntamente 30% do projecto e são dois dos grandes intervenientes no mercado de gás natural no seu país, a Índia.

Citado pela agência Press Trust of India, Steve Hoyle recordou que Moçambique tem uma posição estratégica no que respeita ao subcontinente indiano, que fica a uma distância de apenas sete dias por mar contra os mais de 17 dias que são necessários para se chegar ao Japão, o maior importador mundial de gás natural.

Este projecto, denominado Área 1, fica localizado na bacia do Rovuma, norte de Moçambique, sendo o consórcio constituído pelo grupo Anadarko Petroleum, que funciona como operador com uma quota de 26,5%, Mitsui & Co do Japão com 20%, Oil and Natural Gas Corp com 16%, Bharat Petroleum com 10%, PTTEP da Tailândia com 8,5%, Oil India Limited com 4% e a estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos com 15%.[CC]