Nacional

Governo anula registo de 1.056 cidadãos feito em 2009 no Malawi

2021-05-05 13:45:13 (UTC+01:00)

O Governo moçambicano anula o registo de nascimento e de identidade de mil e cinquenta e seis cidadãos, efectuado em 2009, através de uma campanha massiva no Malawi. A situação deixou alguns moçambicanos naquele país agastados.

Em 2009, o Executivo moçambicano destacou uma brigada para o Malawi, para o registo dos cidadãos e posterior atribuição de cédulas e bilhetes de identidade biométricos, uma vez que não constam do banco de dados informatizado.

Através do processo, coordenado a partir da cidade de Blantyre, os beneficiários, principalmente os que tinham bilhetes de identidade manuscritos, obtiveram novos documentos.
Entretanto, os mil e cinquenta e seis documentos obtidos por via da campanha massiva no Malawi são todos considerados nulos, porque não constam do sistema actualizado de dados para a emissão de bilhetes de identidade e passaportes.

Com a revogação do registo de nascimento e de identidade de 2009, no Malawi, os cidadãos abrangidos devem deslocar-se a Moçambique para efectuarem novos registos que os permitam tratar documentos de viagem.