Nacional

HCB com robustez para autofinanciamento

2022-01-14 07:16:59 (UTC+00:00)

Os indicadores técnicos e financeiros da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), localizada na província de Tete, centro de Moçambique, confirmam a robustez da empresa em autofinanciar-se.

"Os indicadores técnicos e financeiros de 2021 permitem-nos aferir que a HCB continua a ser uma empresa financeiramente robusta, capaz de se autofinanciar e, bem assim, honrar os seus compromissos com o Estado, accionistas, parceiros e fornecedores”, assegura a HCB em comunicado.

Segundo o documento, “Cahora Bassa contínua tecnicamente um empreendimento resiliente” cujo compromisso é manter a empresa lucrativa.

“O nosso compromisso é manter a HCB como um activo extremamente lucrativo para os seus accionistas e com capacidade de prover energia de qualidade aos nossos clientes”, disse Boavida Muhambe, Presidente do Conselho de Administração (PCA) da HCB, citado no documento.

A HCB também viu as suas acções na Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) com desempenho “relativamente satisfatório” durante o ano económico de 2021.

A HCB, segundo a fonte, “fechou o ano de 2021 com uma cotação de 3,00 meticais por acção, fruto da confiança do mercado em relação a este produto financeiro”.

“Neste âmbito, realça-se que, de Janeiro a Dezembro de 2021, foram negociadas cerca de 3,0 milhões de acções, o que representa pouco mais 90% do total de acções transaccionadas no mercado secundário na BVM, aproximadamente 6.6 milhões de meticais”, explica a fonte.