Nacional

Justiça sul-africana condena caçador furtivo moçambicano a 23 anos de prisão

2021-06-21 12:36:47 (UTC+01:00)

A justiça sul-africana condenou, há dias, um cidadão moçambicano a 23 anos de prisão efectiva por prática da caça furtiva naquele território da África Austral.

Trata-se de Alsony Alberto Valoyi, de 50 anos de idade, detido em Maio de 2016, no interior do Parque Nacional de Kruger na posse de seis cornos de rinoceronte.

Segundo a "carta de Moçambique", Valoyi foi condenado pelo Tribunal Regional de Skukuza, da província de Mpumalanga. Para além da posse de cornos de rinoceronte, o moçambicano foi condenado pelos crimes de invasão de propriedade, imigração ilegal, posse ilegal de arma de fogo com intenção de cometer um crime e posse de munição não licenciada.

Referir que, aquando da sua detenção, Alsony Alberto Valoyi estava na companhia de um cidadão sul-africano, de nome Siyabonga Freedom Ndlovu, que será julgado no próximo mês de Setembro, a pedido do Ministério Público sul-africano. A nota de imprensa não avança as razões para a tomada desta decisão