Nacional

Mais de 60 Moçambicanos possuem 78 milhões de dólares em propriedades no Dubai

2022-05-18 08:07:45 (UTC+01:00)

Um novo estudo de imóveis "off shore", citado pela Carta de Moçambique, mostra que 67 moçambicanos possuem 359 propriedades no valor de US $78 milhões em Dubai. Apenas 28% são propriedade de mulheres. Moçambicanos tem significativamente mais propriedades em Dubai do que outros países da África, medidos como uma parcela do PIB, o que sugere que muitos moçambicanos ricos movimentam seu dinheiro para lá.

As propriedades moçambicanas no Dubai estão avaliadas em 0,53% do PIB (ou seja, metade de um por cento do PIB moçambicano - muito dinheiro). Em contraste, as propriedades de zimbabweanos no Dubai representam apenas 0,24% do PIB e tanto as dos malawianos quanto as dos sul africanos representam 0,18% do PIB. Isso significa que os moçambicanos ricos estão guardando três vezes mais dinheiro em Dubai do que os ricos da África do Sul ou do Malawi.

Uma investigação dos Pandora Papers pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, divulgada o ano passado, relatou que os Emirados Árabes Unidos são um paraíso "off shore" para a elite política e empresarial da África. Dubai é a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos. O ex-ministro das Finanças moçambicano Manuel Chang foi detido em dezembro de 2018 na África do Sul a caminho do Dubai.

De acordo com uma fonte da "Carta", com propriedade no Dubai, o grosso do dinheiro investido por moçambicanos naquela cidade cosmopolita provém do tráfico de drogas, da corrupção e da fuga da indústria dos raptos.