Nacional

Malawi Punch acusa Chissano de ser incendiário

2016-05-23 10:51:50 (UTC+01:00)

O diário Malawi Punch acusou o Presidente Chissano de estar a causar guerra na região, ao citar o Presidente Tanzaniano John Magufuli que segundo a publicação teria dito: “Não iremos seguir as ideias de Chissano e tomar o Lago Niassa pela força”.

Segue ainda dizendo que com o que Chissano teria indicado, a Tanzânia poderia tornar-se inimigo do Malawi criando problemas graves no relacionamento dos dois países e o surgimento de movimentos de rebelião contra a Tanzania bem como instabilidade em toda região da África Austral.

“Qualquer visão que não tenha a concordância do Malawi em relação a utilização do Lago Niassa não será por mim seguida e o próprio Moçambique do qual Chissano foi Presidente não conhece uma paz muito duradoura e por isso as visões de tais tipos de pessoa não deviam sequer ser seguidos ou sequer ouvidos. Para nós o Lago Niassa é somente um local onde vamos pescar, nos banhar ou divertir” assinala o Malawi Punch como declarações de Magufuli a jovens que visitaram a Presidência na semana passada.

A mesma publicação atribui ainda a Chissano a ideia de a Tanzânia colocar 3 navios guerra no lago para defender a sua soberania e de que o mesmo teria avisado o Malawi para evitar a confrontação pois a Tanzânia tem um arsenal militar muito mais forte e que a Tanzânia poderia tomar o lago pela força.

Estas declarações foram recebidas como muita apreensão por quem a nossa reportagem contactou e a opinião geral é que as mesmas são falsas, aliás, a forma do presidente Chissano actuar é por demais conhecida e o seu estilo diplomático e conciliador é unanimemente reconhecido e mundialmente promovido como exemplo de resolução de conflitos.

A agenda do jornal Malawiano poderá passar por colocar a opinião pública internacional contra o Presidente Chissano e descredibiliza -lo no seu papel de Chefe das Negociações do conflito entre os dois países uma vez que os Malawianos consideram o Presidente Chissano como defensor da posição Tanzaniana.

Fonte: http://www.malawipunch.com/africa/magufuli-belittles-lake-malawi-rebuffs-chissano-orders-use-lake/