Nacional

MISA Moçambique distingue MISAU como "Instituição mais aberta de 2021

2021-10-22 08:40:16 (UTC+01:00)

O Ministério da Saúde (MISAU), recebeu ontem (21/10) o prémio “Chave de Ouro 2021”, uma distinção do MISA Moçambique, como a instituição do governo mais aberta no que à disponibilização e partilha de informação diz respeito.

A distinção resulta de uma pesquisa da organização que classificou o MISAU como a instituição pública/governamental que no presente ano, melhor cumpriu a Lei do Direito à Informação.

A entrega do prémio (um quadro de honra), teve lugar no MISAU, e foi feita pelo presidente do MISA Moçambique, Fernando Gonçalves, ao Ministro da Saúde, Armindo Tiago.

Na sua intervenção pela ocasião, Fernando Gonçalves, presidente do MISA Moçambique, disse que o MISAU a diversos níveis, é das instituições do governo e não só, que mais se distingue na provisão de informação para o público.
“E como a lei diz, as instituições têm 21 dias para prestar a informação que é solicitada. Mas também a lei diz que as instituições, de forma proativa, devem disponibilizar informação. E na era digital isto implica ter plataformas de comunicação de fácil acesso e com informação de utilidade pública”, referiu Gonçalves, acrescentando que “é no período em que fazemos o acompanhamento das plataformas disponíveis de disponibilização de informação, que chegamos à conclusão de qual é a instituição mais aberta naquele conjunto de instituições que nós solicitamos a informação”.

O ministro da saúde, agradeceu ao MISA Moçambique pela distinção do sector, referindo que ela não é resultado apenas do trabalho dos que estão afectos directamente ao Ministério da Saúde ou que estão no centro do poder e de direcção, mas, e sobretudo, resultado do trabalho apaixonado, da entrega e dedicação, dos auxiliares, dos motoristas, dos enfermeiros, das parteiras, dos médicos, do pessoal administrativo, ou seja, dos Profissionais de Saúde em todo o país, a quem dedicou o prémio aos profissionais de saúde pelo seu empenho irrepreensível na provisão de mais e melhor saúde aos moçambicanos.
E foi aos profissionais da saúde que Armindo Tiago dedicou o prémio. “É a eles que dedicamos este prémio: aos profissionais que dão suas vidas para salvar vidas; aos profissionais que sem meias medidas, dão o seu saber para que tenhamos um Serviço Nacional de Saúde cada vez mais humanizado, robusto e resiliente; aos profissionais que fazem valer o lema, ‘O nosso maior valor é a vida’; aos nossos heróis tombados por razões diversas, desde as doenças à barbárie em Cabo Delgado”.

Armindo Tiago exortou às áreas de comunicação dos órgãos centrais do Ministério da Saúde, sejam elas do nível provincial ou de instituições subordinadas e tuteladas, para que continuem a colaborar e de forma célere, com os profissionais de comunicação social, garantido, também que o MISAU continuará a fazer valer e por merecer a distinção, pautando por boas acções e boas práticas.

O MISA Moçambique é uma Organização Não Governamental que actua na defesa da liberdade de imprensa, garantindo a livre circulação de informação.