Nacional

PR diz que arranca hoje registo dos guerrilheiros que têm armas

2019-07-29 15:36:11 (UTC+01:00)

O Presidente da República, Filipe Nyusi, disse, hoje, que a Renamo procede a partir de hoje com o registo dos guerrilheiros que têm armas, para o processo de desmilitarização, desarmamento e reintegração.

MAPUTO- Nyusi falava em Ndunda, distrito de Macossa, província de Manica, num comício popular por si orientado, no primeiro dia da sua visita de trabalho de dois dias àquela parcela do país.

“Ontem (domingo), às 20.00 horas, eu falei com Ossufo Momade, presidente da Renamo, e ele garantiu-me que o processo vai arrancar sem falhas”, garantiu Nyusi, falando dos esforços de busca da paz.

Por isso, eu submeti a proposta de Lei de Amnistia à Assembleia da República, visando perdoar todos aqueles que cometeram crimes durante o período de hostilidades no país, referiu Nyusi.

“Esta lei já a submeti à Assembleia da República e recebi a informação de que hoje foi aprovada por unanimidade pelas três bancadas parlamentares, Frelimo, Renamo e MDM, por isso, todos os moçambicanos devem perdoar aqueles que estiveram envolvidos nas hostilidades”, referiu o Presidente da República.

Na ocasião, Nyusi pediu maior combate à caça furtiva, bom atendimento nos hospitais e apelou à população a denunciar cobranças ilícitas e mau atendimento nos hospitais, particularmente, em Manica.

Durante o discurso, o Presidente prometeu a construção de uma agência bancária, diversas estradas e pontes, ampliação de hospitais e escolas, incluindo a rede de telefonia móvel e expansão da rede de energia eléctrica e de abastecimento de água potável à população.