Nacional

Pretende-se reduzir índice de gravidez precoce em Niassa

2024-05-21 14:30:01 (UTC+01:00)

O sector de saúde, em Niassa, intensifica campanhas sobre a saúde sexual e reprodutiva para travar o elevado índice de gravidez precoce.

Este fenómeno tem como causas o fraco poder económico de algumas famílias, aliado às condições físicas e psicológicas que propiciam o aliciamento das menores.

De Janeiro a esta parte, por exemplo, cerca de quinhentas raparigas de catorze aos quinze anos de idade engravidaram-se, facto que preocupa as autoridades de saúde nesta parcela dos país.

O director dos Serviços Provinciais de Saúde em Niassa, José Manuel, referiu que, para minorar o problema, o sector de está a criar comités de protecção de crianças, através do programa multissectorial do Banco Mundial para a saúde, educação e protecção social.

José Manuel reitera o apelo à população para incrementar acções de educação sexual e reprodutiva, como forma de chamar à razão as comunidades, em relação aos riscos que correm ao iniciar a actividade sexual precocemente.