Nacional

Recenseamento em Quissanga comprometido por ataques insurgentes

2024-05-29 14:03:39 (UTC+01:00)

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) anunciou que o recenseamento eleitoral, no distrito de Quissanga, em Cabo Delgado, foi severamente afectado por ataques de insurgentes, facto que resultou em apenas 49,39 por cento dos eleitores previstos registados.

Segundo o porta-voz da CNE, Paulo Cuinica, em conferência de imprensa, ontem, dos 28 mil 930 eleitores esperados, apenas 14 mil 288 foram registados.
O recenseamento, que decorreu de 15 de Março a 28 de Abril, em todo o país, teve de ser adiado em Quissanga, para o período de 02 a 15 de Maio devido à insegurança causada por ataques armados reivindicados por grupos extremistas.

Apesar dos contratempos em Quissanga, a CNE assegura que o número total de eleitores registados em Cabo Delgado ultrapassou a meta, com um acumulado de 102,12 por cento. A nivel nacional, Moçambique superou a estimativa inicial, com 16,6 milhões de eleitores registados, o que representa 102,66 por cento do previsto.

As eleições gerais de Moçambique estão marcadas para 09 de Outubro.