Vida e Lazer

Mais de 380 cães resgatados a caminho da China para festival de carne

2022-06-21 14:58:05 (UTC+01:00)

A polícia chinesa intercetou um camião que transportava 386 cães para abate no festival anual para comer carne de cão em Yulin, no sul do país. O início do certame estava programado para esta terça-feira.

Imagens do local, conta o Guardian, citado pelo Noticias ao Minuto, demonstravam os animais amontoados em gaiolas de arame sem condições. Ao descobrirem o camião no fim de semana passado, ativistas pela causa animal temiam que os cães tivessem doenças infeciosas e denunciaram-no às autoridades, recorrendo à legislação do país sobre prevenção de epidemias,

Lin Xiong, um dos ativistas que viu o camião ser parado pela polícia, recordou o momento. "Foi horrível ver tantos cães num estado tão terrível, era como um camião do inferno para esses pobres animais… O massacre pela carne de cão traz vergonha ao nosso país e por isso vamos continuar a lutar até acabarmos com este sofrimento".

Os ativistas que estiveram envolvidos no resgate descreveram os cães como sendo de todas as raças, tamanhos e condições de saúde. O que dá a ideia de que terão sido roubados de casas, bem como apanhados na rua.

Depois da intervenção da polícia, os animais ficaram em quarentena.

O festival de carne de cão de Yulin atrai uma pequena multidão todos os anos. Em 2020, o ministério da Agricultura e Assuntos Rurais chinês pronunciou-se sobre o assunto, recordando que os cães não são "gado" para comer, mas sim animais de companhia. O número de "apreciadores" tem vindo a diminuir.