Vida e Lazer

PR da Zâmbia aconselha casais a pararem de mexer celular do parceiro

2023-01-23 20:20:09 (UTC+00:00)

O Presidente da República da Zâmbia, Hakainde Hichilema, encorajou os seus compatriotas, nesta segunda-feira, 23 de janeiro, a pararem de mexer nos telefones dos seus cônjuges, de modo a ajudarem a reduzir as altas taxas de divórcio naquele país.

«Nós nos casamos por amor, não nos casamos para vigiar um ao outro, ou para apontar o dedo(...). Liberdade significa responsabilidade de limitar a nossa liberdade, não de interferir na liberdade dos outros. Seja tolerante, seja compreensivo», disse Hichilema, segundo a imprensa local.

Os relatórios mais recentes, divulgados pela BBC, indiciam que a Zâmbia registou mais de 22 mil casos de divórcio só em 2022, estatísticas que o Presidente descreveu sendo infelizes.

Segundo o mesmo documento, a falta de direitos conjugais, o adultério, a violência de género, os insultos e a crueldade estão dentre os principais motivos citados pelos tribunais para pedir o divórcio, sendo que as estatísticas dos últimos 12 meses mostraram que o casamento mais curto do país durou 30 dias, enquanto o mais longo foi de 65 anos.